My Image
logo-arte-desenho

A arte de desenhar encanta pessoas de todos os lugares e classes sociais, desde tempos imemoriais.

Com alguns traços bem colocados, pode-se representar o que existe e o que não existe, e simplesmente não há limites para um artista dedicado.

Por isso mesmo, a beleza e a liberdade do desenho o tornam a paixão de muitos.

Nada mais justo, então, do que tentar aprender a desenhar. Você sabia que qualquer pessoa pode desenhar?

É verdade que muitos desistem da arte, pela ideia de que não terão uma boa carreira, de que não estão evoluindo ou de que não têm “o dom” do desenho.

Mas não é assim que funciona; neste artigo você descobrirá sobre a profissão de desenhista, seus desafios e como “o dom de desenhar” tem vantagens e desvantagens.

​​​​​​​Continue lendo e vamos lá!

O desenho é uma das formas de expressão mais antigas da humanidade, e já na pré-história o homem decorava as paredes das cavernas com figuras de seu cotidiano.

Hoje, um desenho pode servir como o projeto de uma peça, um diagrama com instruções, uma forma de recordar um momento ou lugar e uma forma de entretenimento, entre outros usos.
 
Geralmente o desenho é definido como o uso de linhas e pontos para se representar uma figura, ou o resultado dessa técnica.

Isso o diferencia da pintura, mas podemos dizer que, de certa forma, a pintura é também um tipo de desenho: a tinta espalhada a esmo sobre uma tela não formará qualquer figura; para isso, é preciso “desenhar” com a tinta.

Por isso mesmo, o desenho não se limita apenas ao trabalho com lápis, caneta e carvão.

​​​​​​​Se trata muito mais de ter boas noções de perspectiva, formas, volumes, sombreamento, observação e representação.

Um bom desenhista tem seu próprio estilo e preferências, mas, ainda que vá criar imagens distorcidas ou estilizadas, tem sempre as bases em sua mente. ​​​​​​​

O que é desenho?

Um “bom” desenho

curso-de-desenho-online

O universo do desenho:
​​​​​​​o que é, mercado e dificuldades.


Muitas pessoas pensam que um bom desenho é só aquele realista, bem sombreado e com precisão de detalhes.
​​​​​​​


Certos iniciantes chegam até mesmo a desistir de desenhar, desmotivados por um realismo difícil de atingir.

Mas verdade é que não é bem assim que funciona: o desenho bom mesmo é aquele que cumpre seu propósito.

As bandeiras de países, por exemplo, geralmente têm desenhos simples, para que possam ser reconhecidas de longe.

​​​​​​​Um desenho animado, por sua vez, precisa de uma estética que seja agradável aos seus consumidores: uma animação infantil costuma ser mais “bonitinha” que uma animação para adolescentes, por exemplo.

Como é o mercado para desenhistas?


É comum a dúvida: desenho dá dinheiro?

Dificilmente se ouve por aí que alguém ficou rico desenhando, mas não se preocupe!

O mercado para os desenhistas é bem amplo e cresce a cada dia, aqui mesmo no Brasil.

​​​​​​​Podemos dividi-lo em basicamente duas partes: o Desenho Técnico e o Desenho Artístico. 

Desenho Artístico


Muitas são as áreas de atuação do desenhista artístico: arte “pura”, quadrinhos, animação, cinema, televisão, tatuagem, design de interiores, webdesign e muito mais.

​​​​​​​Tudo o que produzimos e que agrada aos olhos tem desenho artístico envolvido: as cores de um prédio, uma pintura em um museu, o figurino de um pesonagem na tv ou no cinema…

O desenhista artístico, assim como o técnico, tem um produto a representar.

No entanto, esse produto não é necessariamente algo físico; pode ser, por exemplo, uma ideia ou um sentimento.

Por isso, um desenho claro, limpo e perfeito nem sempre é o que se almeja.

Veja, por exemplo, as obras de Picasso e suas distorções. 

Muitos ramos do desenho artístico têm também suas técnicas e materiais específicos, que podem incluir, por exemplo, a pintura.

​​​​​​​Escolas de arte costumam ter diferentes cursos voltados para diferentes áreas do mercado.

​​​​​​​​​​​​​​

Desenho Técnico


Tudo que é produzido industrialmente precisou de um desenho em seu projeto, seja um carro ou uma colher.

Pode-se dizer o mesmo para construções, seja a planta de uma casa ou a de um arranha-céus. Isso significa que todo ramo da indústria precisa do desenhista técnico (ou industrial).

O desenhista técnico faz desenhos precisos e claros para tornar visível a ideia do seu contratante.

Embora possa até mesmo existir um espaço para “embelezar” o produto final, o desenho precisa ser limpo para que os menores detalhes sejam vistos com nitidez.

É preciso também medidas perfeitas e a compreensão de escalas, pensando no produto real.

Justamente por ser utilizado em projetos, apenas conhecer ferramentas e técnicas desse tipo de desenho pode não ser suficiente.

Muitas vezes é preciso entender as características dos materiais que serão utilizados para fazer o produto, como resistência e maleabilidade.

​​​​​​​Por isso, cada área da indústria tem suas particularidades.

​​​​​​​

Quais são os desafios do desenhista?


Toda atividade tem seus desafios, e isso não é diferente para o desenho.

​​​​​​​Seja o desenhista um iniciante ou um profissional, há sempre algo a melhorar e aprender para que sua arte seja aperfeiçoada.

​​​​​​​

Desafios do Desenhista Iniciante


O desenhista iniciante é o que está começando a ter contato com as bases do desenho, como observação, perspectiva, luz, sombra e volume.

​​​​​​​Essa parte pode ser maçante, já que os exercícios tratam de formas mais simples e menos “interessantes”.
 
Porém, é importante que as bases sejam bem compreendidas, já que elas formam o fundamento da arte de desenhar.

É muito importante também o desenhista iniciante adquirir um método de estudo passo a passo.

Assim será mais fácil perceber a sua evolução e também conseguirá resultados mais rápidos.

Se você está iniciando no desenho quer dar um bom avanço no seu aprendizado, eu indico o Curso Completo de Desenho​​​​​​​ da professora Leida Nogueira.

Ela já vem atuando como professora de desenho e artes há mais de 15 anos e desenvolveu esse curso online de desenho.

Com ela centenas de alunos no Brasil e também no exterior têm aprendido a desenhar a partir do zero.

Gente que não sabia nada de desenho agora está desenhando como nunca!

​​​​​​​Quer saber mais sobre o Curso Completo de Desenho​​​​​​​ acesse aqui. 


Desafios do Desenhista Intermediário

O desenhista intermediário já entende os conceitos-chave, mesmo que ainda não os domine completamente; ele consegue também reproduzir com certa fidelidade uma ilustração ou objeto observado.

Os estudos agora envolvem figuras mais complexas, como a anatomia humana, animais e edifícios, às vezes em poses e ângulos menos convencionais.

Como já foi dito antes, é possível que a busca pelo realismo deixe alguns artistas frustrados com a própria arte.

​​​​​​​O aprendizado é geralmente mais lento do que em níveis anteriores, e exige muito treino e paciência.

​​​​​​​

Desafios do Desenhista Avançado

Um artista avançado consegue reproduzir muito bem as formas e objetos, sejam reais ou imaginados.

Mais que isso, ele consegue distorcê-las de um modo que lhe agrade, sem fugir dos conceitos básicos. 

​​​​​​​Parte de sua especialização envolve encontrar uma identidade visual própria, e pode levar bastante tempo até que o artista se sinta satisfeito com seu próprio estilo.

Espero que você tenha entendido um pouco mais sobre o universo do desenho.

O espaço é pouco para dar muitos detalhes, mas você já sabe que existe mercado, que sempre há desafios e que a chave é a dedicação e a paixão.

Se você quer começar a desenhar, não desista: qualquer um pode aprender! 

E se você quer saber ainda mais sobre desenho, fique de olho no blog!

Tem muita coisa boa vindo por aí.

​​​​​​​Até mais!

 

curso-de-desenho-online
curso-de-desenho-online
curso-de-desenho-online
curso-de-desenho-online

Então,
o que você achou desse artigo?
​​​​​​​Conte aqui nos comentários!